Este website utiliza cookies para monitorizar os utilizadores e melhorar o respetivo conteúdo. Ao continuar a navegar neste website, concorda com a utilização de tais cookies. Clique aqui para obter mais informações sobre cookies e para definir as suas preferências.

Continuar
Quem está abrangido
Quem está abrangido
Este Código de Ética aplica-se a todos os colaboradores da Sanofi, aos prestadores de serviços contratados pela empresa, bem como a todos os que realizam negócios em nome da Sanofi.
Quem está abrangido

Cada um de nós é responsável por compreender o conteúdo do Código. Se acreditarmos que os nossos padrões éticos possam estar comprometidos, é nosso dever comunicar essa preocupação.

Como utilizar o Código de Ética
O Código de Ética é o documento de referência que nos ajuda a todos a agir com integridade, ao questionar-nos sobre as situações de negócios que encontramos.

Algumas situações não são fáceis de gerir. Tomar decisões éticas parece por vezes difícil, porque vai além do simples cumprimento de um conjunto de regras.

O Código de Ética é o documento de referência que nos ajuda a todos a agir com integridade, ao questionar-nos sobre as situações de negócios que encontramos. Além do Código, a Sanofi também implementou um conjunto de políticas e procedimentos que temos de cumprir. Devemos colocar perguntas, sempre que necessário, para tomar a decisão certa, da forma certa, na altura certa e pelo motivo certo.

Podem surgir circunstâncias em que as orientações dispostas neste Código são diferentes das estipuladas pelas leis ou costumes locais de um determinado país. Nos casos em que as leis ou costumes locais impõem padrões mais elevados dos que se encontram definidos no Código, deverão sempre ser aplicados os costumes ou leis locais. Se, pelo contrário, o Código for mais rigoroso, este deverá prevalecer.

Em caso de dúvidas, pergunte-se o seguinte:
  • Estarei a violar uma lei, o Código de Ética, as políticas e/ou os procedimentos da Sanofi?
  • Estarei a contradizer valores éticos?
  • Estarei a tratar os outros da mesma forma que espero que me tratem?
  • Ficarei a dever algo a alguém em retorno?
  • Poderá a minha decisão parecer imprópria se for publicada na primeira página de um jornal?