Este website utiliza cookies para monitorizar os utilizadores e melhorar o respetivo conteúdo. Ao continuar a navegar neste website, concorda com a utilização de tais cookies. Clique aqui para obter mais informações sobre cookies e para definir as suas preferências.

Continuar
Integridade nas nossas práticas comerciais

Manter relações de confiança com os parceiros – doentes, clientes, acionistas, fornecedores e outros parceiros de negócios, e membros da sociedade civil – com os quais a Sanofi interage

Combater práticas de suborno  e corrupção
Combater práticas de suborno e corrupção
Na Sanofi, o combate a qualquer forma de corrupção é uma prioridade.
Combater práticas de suborno  e corrupção

A corrupção impede o desenvolvimento económico, uma vez que pode prejudicar a justa concorrência e destruir a confiança  numa empresa ou indivíduo. Na Sanofi, o combate a qualquer forma de corrupção é uma prioridade. A promoção de uma cultura de ética e integridade é fundamental para manter a confiança dos doentes, dos parceiros e da sociedade. A Sanofi compromete-se a promover uma cultura de integridade ao nível da organização e comunicar claramente as expetativas de reduzir o risco de corrupção.

Os colaboradores da Sanofi estão proibidos de dar, efetuar promessas de oferta ou oferecer-se para dar algo de valor, a qualquer pessoa com a finalidade de influenciar qualquer ação ou decisão, nomeadamente ao interagir com profissionais de cuidados de saúde (PCSs) e funcionários públicos.

Esta proibição também se aplica a atos de corrupção indireta, isto é, qualquer ação efetuada por terceiros em nome da Sanofi.

Algo de valor pode incluir, mas não se limita a:

  • dinheiro
  • presentes
  • entretenimento, hospitalidade e refeições
  • despesas de viagem
  • serviços
  • ofertas de emprego
  • empréstimos
  • donativos ou outras contribuições
  • qualquer transferência de valor, até mesmo de valor nominal.

Tendo em conta os tratados e as leis internacionais, as empresas envolvidas em esquemas de corrupção podem enfrentar graves danos de reputação e estar sujeitas a pesadas penalidades criminais e civis. Também podem enfrentar graves consequências comerciais adversas (por exemplo, perda de contratos).

Além de colocar as empresas em risco, os colaboradores corruptos também podem estar individualmente sujeitos a penalidades criminais e civis, incluindo multas pesadas e penas de prisão.

Dada a aplicação extraterritorial de alguns regulamentos anticorrupção, as práticas de corrupção cometidas num país podem resultar em sanções em vários países, expondo ainda mais os infratores a penalidades.

De modo a promover uma cultura de ética e integridade, bem como cumprir todas as leis e regulamentos anticorrupção e antissuborno aplicáveis, a Sanofi implementou um conjunto abrangente de políticas e normas que definem regras claras que devem ser cumpridas por todos os colaboradores da Sanofi e, quando aplicável, por terceiros.

Estas políticas e normas regem determinadas atividades para assegurar que são implementadas para fins comerciais genuínos e legítimos e incluem disposições específicas com a finalidade de impedir a corrupção e o suborno.

A Sanofi proíbe pagamentos de facilitação, mesmo quando legalmente permitidos.

Estas políticas e normas não pretendem ter um caráter exaustivo na abordagem de todas as circunstâncias que possam surgir. Se uma situação específica não for abrangida ou se as disposições das políticas e normas não forem claras para um colaborador da Sanofi, este deve consultar o seu superior hierárquico e/ou o Departamento de Ética e Integridade Corporativa e/ou o Departamento Jurídico.